Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 17 de fevereiro de 2020.
16/03/2007
Notícias
Debate sobre o PAC Educação reúne especialistas na sede do PSB
A Fundação João Mangabeira realizou nesta quinta-feira, 15, um debate sobre o Plano de Desenvolvimento da Educação – mais conhecido como “PAC da Educação” – anunciado pelo governo para ser implantado em abril. O deputado federal Rogério Marinho (PSB-RN) debateu o tema com o professor Cesar Callegari, do Conselho Nacional de Educação.
A exposição do assunto ficou sob responsabilidade do consultor do Instituto Ayrton Senna, professor João Batista. O debate aconteceu na sede nacional do PSB e contou com a participação de lideranças e assessores parlamentares, além de deputados do partido e de especialistas do setor educacional.
Tanto os debatedores quanto o expositor do tema voltaram suas atenções à necessidade de o governo melhorar a qualidade da educação, já que a universalização (todos na escola) já é meta atingida hoje pela sociedade.
Para o deputado Rogério Marinho, o maior problema do país está na educação básica. “O próprio Saeb, o sistema que avalia o ensino básico, revela que 60% das crianças de 4ª série se encontram analfabetas ou semi-analfabetas, é uma situação que decreta a falência do ensino público”, lamentou o parlamentar. Segundo ele, “a universalização do ensino já foi atendida, falta agora melhorar a qualidade da educação”. Rogério Marinho lembrou que é no ensino básico que a criança adquire capacidade de continuar aprendendo ou não: “Se você não tem uma boa educação básica, não adianta trabalhar ensinos médios, profissionalizantes ou universitários”, definiu.
Também o professor João Batista destacou a baixa aprendizagem dos alunos do ensino público: “Nos últimos 20 anos, a análise dos resultados de avaliações realizadas em nossas escolas públicas do nível fundamental (1ª à 8ª série) indica que a aprendizagem nivelou-se em um patamar extremamente baixo", declarou. João Batista afirmou também que "a má qualidade do ensino afastou das escolas públicas a classe média e segmentos da classe alta que em outros tempos a freqüentavam, criando entre os jovens um apartheid intelectual e social".
Já o professor Cesar Callegari elogiou a iniciativa do governo de criar o Fundeb para apoiar o desenvolvimento da educação, mas lamentou que o fundo já nasça sem vincular as metas de qualidade - “o famoso custo-aluno-qualidade”. “O Fundeb induz a uma ampliação do número de matrículas e, no entanto, o pagamento dos recursos continua o mesmo”, observou.


Atalhos da página


Diretório Estadual de São Paulo

Av. Indianópolis, 1.787
Planalto Paulista – São Paulo – SP - CEP 04062-003
Fones: (11)3804-4329 / (11) 3804-4451
E-mail:  ou 

PSB - Partido Socialista Brasileiro

Diretório Estadual de São Paulo
São Paulo - 2012 © Todos os direitos reservados.

Visualizado também em sistema operacional Apple Visualizado também em sistema operacional Android

Rede Corporativa e-Solution Backsite