Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 29 de julho de 2021.
08/07/2021
NOTÍCIAS
Rosana Valle: Iphan abre processo de tombamento do Panteão dos Andradas
Atendendo pedido da Comissão Santista do Bicentenário da Independência, a deputada federal Rosana Valle (PSB) conseguiu abrir um processo de tombamento do Panteão dos Andradas no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan, que já tomou as primeiras medidas nesse sentido.
 
O tombamento do panteão, como patrimônio nacional, visa valorizar a comemoração dos 200 anos de independência do Brasil, a ser celebrada dia 7 de setembro de 2022. 
 
Em atenção a pedido do vereador Braz Antunes (suplente do PSDB), a deputada também apresentou indicação para que a Capital Federal seja simbolicamente transferida para Santos por um dia, durante as comemorações, em homenagem ao idealizador e Patrono da Independência, o ilustre santista José Bonifácio de Andrada e Silva. 
 
Caso não haja mais ameaça da Covid-19 até setembro de 2022, Rosana Valle tentará marcar uma sessão solene no Congresso Nacional e ajudar na celebração da data, em Santos, com remanejamento de recursos de emendas já designadas para a Secretaria de Cultura de Santos. 
 
Estas e outras providências foram detalhadas em reunião virtual mediada por Luiz Dias Guimarães, presidente da Fundação Arquivo e Memória de Santos (FAMS), quando foram definidos os próximos passos da ampla comissão que busca valorizar a Cidade e seu vulto histórico mais importante.       
 
Em atenção à legislação em vigor, o Governo do Estado tem promovido a transferência simbólica da sede do Governo para Santos, todo dia 13 de junho, data de nascimento do Patriarca da Independência.
 
Atuação decisiva
 
Nascido em Santos, a 13 de junho de 1763, José Bonifácio foi também abolicionista, defensor dos índios, naturalista e poeta. Seu maior feito, que lhe rendeu o título oficial de Patrono da Independência, foi ter atuado de forma decisiva para a Independência do Brasil.
 
Foi ministro do Reino e dos Negócios Estrangeiros, de janeiro de 1822 a julho de 1823, e apoiou a regência de D. Pedro de Alcântara. Proclamada a Independência, comandou uma política centralizadora e organizou a ação militar contra os focos de resistência à separação de Portugal.
 
Além de sua atuação política, teve uma destacada carreira como naturalista, notadamente no campo da mineralogia, tendo recebido reconhecimento internacional ainda em vida. Descobriu quatro minerais, incluindo a petalita, que mais tarde permitiria a descoberta do elemento lítio, e a andradita, batizada em sua homenagem.
 
De personalidade forte, José Bonifácio rompeu com seus irmãos, Martim Francisco e Antônio Carlos e também com o já imperador Pedro I. Acabou sendo demitido e passou à oposição.
 
Após o fechamento da Constituinte, em 11 de novembro de 1823, José Bonifácio foi banido e se exilou na França por seis anos. De volta ao Brasil e reconciliado com o imperador, quando de sua abdicação, em 1831, assumiu a tutoria de seu filho. Permaneceu como tutor do futuro Pedro II até 1833, quando foi demitido pelo governo da Regência devido a disputas internas de poder.

Atalhos da página


Diretório Estadual de São Paulo

Av. Indianópolis, 1.787
Planalto Paulista – São Paulo – SP - CEP 04062-003
Fones: (11)3804-4329 / (11) 3804-4451
E-mail:  ou 

PSB - Partido Socialista Brasileiro

Diretório Estadual de São Paulo
São Paulo - 2012 © Todos os direitos reservados.

Visualizado também em sistema operacional Apple Visualizado também em sistema operacional Android

Rede Corporativa e-Solution Backsite